Dispositivos Móveis

A Apple revelou que o iPhone 15 deu mais lucro que o iPhone 14


A Apple revelou que o iPhone 15 deu mais lucro que o iPhone 14
(Foto Reprodução da Internet)

O iPhone 15 teve um desempenho financeiro melhor do que o iPhone 14, de acordo com o resultado trimestral divulgado na última quinta-feira (2) pela Apple. A empresa arrecadou aproximadamente US$ 89,5 bilhões no período, principalmente através de serviços e assinaturas.

Além do novo iPhone 15, a área de serviços da Apple também obteve ótimos resultados. O CEO da Apple, Tim Cook, divulgou em um comunicado que a empresa teve um recorde de receita para o iPhone no trimestre de setembro, além de um recorde histórico de receita em serviços.

De acordo com a comparação anual, o iPhone 15 gerou mais lucro do que o iPhone 14. Fonte: GettyImages.

“Neste momento, temos a nossa melhor coleção de produtos para as festas de fim de ano, com destaque para o iPhone 15 e os primeiros modelos de Apple Watch neutros em carbono. Isso é significativo pois estamos envidando esforços para que todos os produtos Apple sejam neutros até o ano de 2030”, afirmou o executivo.

O iPhone 15 trouxe grandes novidades para a Apple. Agora, os celulares contam com entrada USB-C, substituindo o tradicional formato. Além disso, a empresa optou por remover o icônico “notch” e introduzir a Dynamic Island em todas as versões, mesmo na mais acessível.

Os serviços da Apple, como iCloud, Apple Music e Apple Care, tiveram um crescimento significativo. Segundo Tim Cook em entrevista ao CNBC, todos os serviços principais alcançaram um recorde. Essas plataformas contribuíram com US$ 22,31 bilhões no lucro total.

As vendas de Macs e iPads estão diminuindo.

No entanto, as vendas de Macs e iPads caíram no mesmo período. O relatório mostra que a Apple teve uma redução de 34% no lucro em relação ao ano anterior.

Provavelmente, essa queda súbita se deu pelo iminente lançamento dos MacBooks com CPU Apple M3, apresentados num evento recente. Por enquanto, os novos produtos não podem ser comprados.

No entanto, o trimestre que vem será promissor. Durante a entrevista ao CNBC, o chefe executivo destacou que os novos produtos devem impulsionar as vendas de computadores nos próximos meses.

A falta de lançamentos de novos iPads em 2023 agravou ainda mais a diferença nas vendas do setor. Além disso, as vendas de wearables também caíram 3% no último trimestre.

“Esperamos que o desempenho da receita ano a ano para iPad e wearables, Home e acessórios desacelere significativamente em relação ao trimestre de setembro devido a um momento diferente de lançamento de produtos”, pontuou Tim Cook. “No iPad, lançaos um novo iPad Pro e um iPad de 10ª geração durante o trimestre de dezembro do ano passado”, complementou.

Cook sugeriu que não teremos novos iPads sendo lançados em 2023, ao contrário do que ocorreu no ano anterior.


🔥 Recomendado para voçê 🔥