Brasil

A decisão do TCU continua a limitar voos no Aeroporto Santos Dumont, no RJ


A decisão do TCU continua a limitar voos no Aeroporto Santos Dumont, no RJ
(Foto Reprodução da Internet)

O TCU (Tribunal de Contas da União) manteve a restrição de voos no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. A decisão foi tomada neste sábado (30), pelo ministro Benjamin Zymler. Os limites passam a valer a partir de terça-feira (2).

O ministro do Tribunal de Contas da União afirmou que limitar o número de passageiros atendidos tem o objetivo de melhorar a qualidade do serviço e é uma decisão importante para o governo.

Em setembro de 2023, a Prefeitura de Guarulhos, em São Paulo, entrou com um pedido para suspender, em caráter liminar, a resolução do Governo Federal, que determinava que somente aeroportos num raio de 400 quilômetros do Santos Dumont, e que não operavam voos internacionais, poderiam receber ou enviar voos da aeroporto que fica na capital fluminense.

A Prefeitura de Guarulhos justificou que restringir voos entre Cumbica (Guarulhos) e Santos Dumont (Rio) pode resultar na perda de até 5 mil empregos e uma queda significativa na arrecadação da cidade.

O Governo do Estado e a Prefeitura do Rio, em conjunto com o Governo Federal, decidiram restringir voos no Aeroporto Santos Dumont. Isso foi feito para que o Aeroporto Internacional do Galeão, também localizado no Rio de Janeiro, pudesse ser mais utilizado, beneficiando a economia e o turismo do estado.

Essa restrição chegou a ser revogada em novembro, pelo Ministério de Portos e Aeroportos, e agora volta a valer com a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU).


🔥 Recomendado para voçê 🔥