Famosos

A juíza deu permissão para o marido de Ana Hickmann visitar o filho quando outras pessoas estiverem presentes


A juíza deu permissão para o marido de Ana Hickmann visitar o filho quando outras pessoas estiverem presentes
(Foto Reprodução da Internet)

Uma juíza da Vara de Violência Doméstica de Itu, no interior de São Paulo, emitiu uma autorização para o empresário Alexandre Correa visitar seu filho, resultado de seu casamento com a apresentadora Ana Hickmann. No entanto, é necessário que haja a presença de outras pessoas durante a visita.

A defesa do empresário informou que já entrou em contato com os advogados de Ana Hickmann, mas não recebeu resposta. Após a nova decisão da juíza, o advogado disse que Correa espera ainda ver o filho neste fim de semana.

Continua depois da publicidade

No ofício, a juíza informa que o contato do pai com o filho deverá ser feito por intermédio de terceiros até ser estabelecido um regime de visitas na Vara de Família competente. A decisão foi tomada “a fim de evitar-se evidente prejuízo à criança”, segundo relatado no documento.

Ana Hickmann inicialmente não aceitou as medidas de proteção depois de denunciar seu marido. Depois, decidiu buscar ajuda da Justiça e conseguiu a proteção. De acordo com o documento, ficou acertado que Alexandre não pode se aproximar ou visitar os locais de trabalho de Ana, e também deve sair da casa.

Continua depois da publicidade

O empresário já pediu para cancelar a medida de proteção e entrou com um processo contra a apresentadora por alienação parental. De acordo com a defesa, Alexandre não vê o filho desde 11 de novembro. O advogado diz que o empresário quer que a mãe fique com a guarda, mas quer o direito de visitá-lo regularmente.

Entenda o caso

A apresentadora foi à polícia fazer uma denúncia contra Correa em 11 de novembro. Ela alegou ter sido agredida por ele na casa da família em Itu, no interior de São Paulo.

Hickmann contou à polícia que estava conversando com o filho, de 10 anos, na cozinha quando Correa ouviu e não gostou do assunto. Isso gerou uma discussão. A criança ficou assustada e saiu correndo do local, de acordo com a versão dela.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, Correa teria empurrado sua esposa contra a parede e ameaçado dar cabeçadas nela. No entanto, ele negou as acusações nas redes sociais.

Durante a discussão, Correa teria fechado a porta da cozinha e acidentalmente atingido Hickmann, conforme mencionado no boletim. Ela aproveitou a situação para trancar o marido do lado de fora e chamar a Polícia Militar, porém, quando os agentes chegaram, o empresário já não se encontrava no local.

Na delegacia, Hickmann prestou depoimento e registrou um boletim de ocorrência por agressão, mas não quis receber as medidas de proteção oferecidas pelo Lei Maria da Penha.


🔥 Recomendado para voçê 🔥