Internacional

A OMS afirma que a saúde de Gaza está quase colapsando


A OMS afirma que a saúde de Gaza está quase colapsando
(Foto Reprodução da Internet)

O diretor da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse hoje que a situação da saúde em Gaza está realmente ruim por causa da briga entre Israel e o grupo Hamas.

A declaração de Adhanom ocorreu durante reunião do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). O encontro debateu a guerra entre Israel e o Hamas.

Continua depois da publicidade

O conflito tem se intensificado desde 7 de outubro, quando membros do Hamas invadiram o território israelense e deixaram mais de 1,4 mil mortos. Desde então, Israel tem respondido com ataques cada vez mais severos contra o território de Gaza, dominado pelo Hamas.

Um corpo é levado ao necrotério do Hospital Nassr em meio aos ataques israelenses que já duram 28 dias em Khan Yunis, Gaza.

Continua depois da publicidade

Pessoas que se machucaram, incluindo crianças, são levadas ao hospital Al Aqsa em Gaza.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), houve mais de 250 ataques ao sistema de saúde em Gaza e na Cisjordânia e 25 em Israel, onde hospitais, clínicas e ambulâncias foram alvo.

Ao contrário de Gaza, a Cisjordânia é governada pela Autoridade Palestina, não pelo Hamas.

O diretor da OMS disse que os profissionais de saúde em Gaza cuidam de muitas pessoas feridas, incluindo aquelas com lesões graves. Além disso, eles também fornecem assistência médica básica para a população em geral.

Adhanom realçou que a entrada limitada de recursos humanitários têm prejudicado o funcionamento regular dos hospitais. Segundo ele, algumas unidades de saúde estão realizando cirurgias sem anestesia e salientou que uma criança morre a cada 10 minutos em Gaza.

O diretor da OMS afirmou que é importante ter acesso total às pessoas comuns, que não têm culpa pela crise.


🔥 Recomendado para voçê 🔥