Brasil

A oposição quer chamar o ministro Silvio Almeida para esclarecer sobre a “dama do tráfico” na Câmara


A oposição quer chamar o ministro Silvio Almeida para esclarecer sobre a “dama do tráfico” na Câmara
(Foto Reprodução da Internet)

Na próxima segunda-feira (20), a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara vai analisar cinco pedidos para chamar o ministro dos Direitos Humanos, Silvio Almeida, para prestar esclarecimentos.

Os pedidos são para que o ministro explique ao grupo sobre a situação em que a pasta pagou por passagens aéreas e diárias da Luciane Farias, chamada de “dama do tráfico”, para participar de compromissos do governo federal em Brasília.

Os deputados da oposição ao governo protocolaram os requerimentos. Estes deputados são:

Luciane é casada com Clemilson dos Santos Farias, que é também conhecido como Tio Patinhas. Ele é considerado um dos líderes de uma organização criminosa no estado do Amazonas.

Os dois foram condenados por lavagem de dinheiro, associação para o tráfico de drogas e organização criminosa. Clemilson está preso no Amazonas, cumprindo uma pena de 31 anos.

Oposição pede impeachment do ministro

Na quinta-feira (16), um grupo de 46 deputados fez um pedido de impeachment contra Silvio Almeida.

O deputado Rodrigo Valadares (União Brasil-SE) fez um pedido de impeachment afirmando que o governo pagou as despesas de Luciana para ela comparecer a compromissos em Brasília, mesmo ela estando envolvida com tráfico de drogas.

Para o deputado, a conduta de Silveira mostra uma proximidade surpreendente com o crime organizado. “Além disso, essa conduta indica uma vontade de, como Ministro dos Direitos Humanos, utilizar os recursos do Estado para facilitar a entrada de criminosos no Poder Executivo”, declara o comunicado.

Dos deputados que apoiam o pedido, 30 são do Partido Liberal (PL), liderado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro e principal partido de oposição ao governo no Congresso.

Partidos como União Brasil, Republicanos e PP, que integram o primeiro escalão do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), somam cinco, três e duas assinaturas, respectivamente. O Novo é responsável por três assinaturas. Podemos, PSD e Patriota têm uma assinatura cada um.


🔥 Recomendado para voçê 🔥