Brasil

A polícia disse que criminosos planejavam destruir uma ponte ligando São Paulo ao litoral


A polícia disse que criminosos planejavam destruir uma ponte ligando São Paulo ao litoral
(Foto Reprodução da Internet)

A polícia de São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, descobriu no último fim de semana que uma gangue planejava explodir uma ponte que liga a capital ao litoral do estado.

A estrada que conecta São Paulo à Baixada Santista é composta pelas rodovias Anchieta e Imigrantes. Essas rodovias possuem várias pontes ao longo de seu percurso. Não foi revelado qual das pontes específicas seria o alvo do ataque criminoso. Além disso, a motivação por trás desse suposto ataque também não foi divulgada.

De acordo com a polícia, um suspeito revelou um plano de ataque durante uma audiência de custódia. Ele disse que era parte do grupo, porém houve uma briga e os demais membros da quadrilha tentaram matá-lo. O suspeito conseguiu escapar e se entregou à polícia, pois estava sendo procurado.

Após a denúncia feita pelo preso, os policiais fizeram uma operação em uma chácara no bairro Riacho Grande, no mesmo município. Lá estava Jailson Pesqueiro de Souza, que estava sozinho no imóvel e admitiu ter drogas e armas no local.

A polícia procurou e encontrou 12 quilos de bombas, pavios e sete detonadores de explosivos. Além disso, também encontraram um fuzil AK-47, uma pistola, cinco carregadores de fuzil, dois carregadores de pistola, munição e uma luneta para o fuzil.

Além dos armamentos, a polícia encontrou 4,2 quilos de cocaína, 2,5 quilos de crack, uma câmera de vigilância, um notebook, celulares e diversas anotações feitas pelos criminosos.

Na chácara, os agentes também apreenderam um carro que continha um compartimento escondido para o transporte de drogas.

O incidente aconteceu no 1º Distrito Policial (Centro) de São Bernardo. Tentamos entrar em contato com a defesa do detido para obter um comentário sobre o ocorrido.


🔥 Recomendado para voçê 🔥