Tecnologia

Antigo executivo da Microsoft compartilha mais informações sobre o término do Windows Phone


Antigo executivo da Microsoft compartilha mais informações sobre o término do Windows Phone
(Foto Reprodução da Internet)

Um ex-executivo da Microsoft revelou mais detalhes sobre a causa da morte do Windows Phone, o desinteresse de operadoras de telefonia. Nos Estados Unidos e em alguns países da Europa, a companhia não conseguiu atrair a atenção de vendedores.

“Estávamos travando uma batalha difícil tentando fazer com que as operadoras apresentassem nossos celulares aos vendedores. Você simplesmente não vai ganhar se tiver aparelhos uma geração atrás da Samsung, da LG, etc. Esse foi o principal motivo pelo qual tivemos que comprar a Nokia”, disse Brandon Watson, ex-chefe do Windows Phone Developer Experience, em seu perfil no X (ex-Twitter).

Continua depois da publicidade

Enfrentamos dificuldades em convencer as operadoras a promoverem nossos celulares com seus vendedores. Não dá para vencer se estivermos competindo com modelos antigos da Samsung, LG, etc. Por isso, tivemos que comprar a Nokia, pois era a única opção viável. Mesmo assim, está sendo complicado conseguir…

No entanto, mesmo com a reputação da Nokia, a Microsoft não conseguiu entrar no mercado dominado pelo iOS. Segundo o executivo, foi quase impossível competir com as vendas nas lojas.

Continua depois da publicidade

“Eles nos davam atenção por uma ou duas semanas após o lançamento dos novos celulares, e então éramos ignorados na loja”, acrescentou.

De acordo com Watson, um dos motivos para isso acontecer era a falta de qualidade da loja de aplicativos do Windows Phone. Os vendedores geralmente usavam essa explicação para desviar a atenção da linha Lumia, já que os sistemas alternativos ofereciam experiências superiores.

A ausência de variedade na loja de aplicativos do Windows Phone fazia com que os vendedores perdessem o interesse.

Segundo Watson, tínhamos muitos dos apps mais importantes. No entanto, se você não tinha o app específico que o vendedor utilizava e que estava entre os 50 mais populares, isso resultava em uma série de problemas interligados.

A morte do Windows Phone.

O Windows Phone foi deixado de lado por um longo tempo antes de ser oficialmente aposentado. A última atualização de software do Windows Phone 8.1 foi em julho de 2017. O sistema operacional seguinte, o Windows 10 Mobile, foi abandonado em dezembro de 2019.

A Microsoft teve dificuldades ao decidir abandonar o Windows Phone. Recentemente, o CEO da empresa, Satya Nadella, admitiu que foi um erro descontinuar a marca e que deveriam ter encontrado uma melhor maneira de competir nesse segmento.

Atualmente, a Microsoft está presente no mercado mobile, mas de forma diferente. A empresa vende portáteis, como o Surface Duo (rodando Android) e aposta em aplicativos para o dia a dia, como o Microsoft Edge e o Vincular o Celular.

Até mesmo Bill Gates, fundador da Microsoft, admite que seu maior erro foi perder espaço para o Android. “Meu maior erro de todos os tempos foi a má administração com que me envolvi”, disse o milionário em 2019.

Mesmo com alguns problemas, o Windows Phone era bastante popular entre os brasileiros por um longo período. Em uma pesquisa de 2016, foi descoberto que o sistema mobile da Microsoft era mais querido do que o iOS.


🔥 Recomendado para voçê 🔥