Brasil

Black Friday: estimativa é de R$ 147 milhões para economia do DF, de acordo com pesquisa


Black Friday: estimativa é de R$ 147 milhões para economia do DF, de acordo com pesquisa
(Foto Reprodução da Internet)

O Instituto Fecomércio do Distrito Federal realizou uma pesquisa com os comerciantes brasilienses para medir as expectativas para o fim de ano, que apontou otimismo em relação às vendas para os últimos meses de 2023.

Uma pesquisa revela que cada vez mais lojistas em Brasília estão participando da Black Friday.

Continua depois da publicidade

Segundo um estudo feito entre os dias 18 de setembro e 5 de outubro, a grande maioria das empresas de 16 setores diferentes do comércio e turismo (84,2%) pretende participar das promoções na última semana de novembro.

A estimativa é que a data injete cerca de R$ 147 milhões na economia do DF e dê início à temporada de compras natalinas.

Continua depois da publicidade

Segundo os lojistas ouvidos, mais da metade (54,2%) vê a Black Friday como uma data muito importante para o lucro das empresas. Em comparação a 2022, em que esse número foi de 44%, houve um aumento na importância atribuída pelos entrevistados este ano. Além disso, 28,6% acreditam que a Black Friday tem uma média relevância para o desempenho dos negócios. Apenas 17,2% consideram que o período de vendas tem uma importância baixa.

Ainda segundo a Fecomércio-DF, a adesão das empresas à Black Friday começou há sete anos.

A Black Friday é importante para o comércio brasileiro porque ajuda a vender os produtos que estão há muito tempo no estoque e também promove a renovação das mercadorias para o Natal. Ainda que a maioria dos consumidores prefiram comprar em dezembro, alguns aproveitam as promoções para garantir descontos em produtos mais caros, como os eletroeletrônicos. O presidente do Sistema Fecomércio-DF, José Aparecido Freire, faz essa avaliação.

A pesquisa revelou que a maioria dos comerciantes (98,3%) espera ter mais vendas em lojas físicas. Apenas 1,7% acredita que terá melhores vendas online (pela internet). É importante destacar que, em 2022, o percentual de vendas maiores em lojas físicas foi de 97,4%.

Itens investigados na Black Friday:

Dos 16 segmentos analisados, os setores de móveis, brinquedos e eletrônicos têm o maior valor médio de compra durante as promoções. Em seguida, estão óticas, produtos para cama, mesa e banho, calçados e vestuários.

A maioria dos lojistas (70%) declarou que vai utilizar alguma estratégia para aumentar as vendas na Black Friday de 2023. Dentre elas, a “promoção” foi a mais mencionada, com 35,2%, seguida pela “divulgação em redes sociais” (22,8%) e pela “diversidade de produtos” (22,1%).


🔥 Recomendado para voçê 🔥