Economia

Bolsa e dólar variam após “payroll” nos EUA com aviso de juros


Bolsa e dólar variam após “payroll” nos EUA com aviso de juros
(Foto Reprodução da Internet)

Hoje, foi divulgado o relatório oficial de emprego nos Estados Unidos. Como resultado, o Ibovespa começou o dia em alta, mas depois dos dados do “payroll” serem divulgados, o índice mudou de direção.

Os EUA registraram a criação de 199 mil novas vagas de emprego fora do setor agrícola em novembro deste ano. O resultado do “payroll” veio acima das expectativas da maioria dos analistas e indica que o mercado de trabalho nos EUA segue resiliente.

O consenso Refinitiv, que reúne as principais projeções do mercado, estimava a abertura de 180 mil vagas. Em outubro, foram gerados 150 mil postos de trabalho no país.

Por volta das 10h50, pouco tempo depois de serem divulgados os dados de emprego nos EUA, o Ibovespa começou a cair, registrando uma queda de 0,16%, chegando a 125.813,10 pontos. Logo em seguida, por volta das 11h, o índice começou a se recuperar e subiu 0,37%, atingindo 126.474,71 pontos.

Na véspera, o índice fechou em alta de 0,31%, na faixa dos 126 mil pontos. Com o resultado, acumula perdas de 1,04% em dezembro e ganhos de 14,8% em 2023.

O mercado de trabalho nos Estados Unidos continua em alta

Na sexta-feira, foi divulgado o índice de desemprego nos EUA. Ele ficou em 3,7% entre outubro e novembro, o qual é menor do que os 3,9% registrados no mês anterior. Essa queda foi menor em relação às expectativas do mercado, que previam um índice de 3,9%.

Analistas estão preocupados que caso haja um aumento no ritmo do mercado de trabalho nos Estados Unidos, o Federal Reserve (Fed) poderá apertar a política monetária. Nesse sentido, a criação de empregos em quantidade superior às expectativas é encarada como uma má notícia.

Na última reunião do Comitê de Política Monetária do Fed, a taxa de juros foi mantida entre 5,25% e 5,5% ao ano, a mais alta em 22 anos. Nos últimos 14 encontros do Fomc, os juros subiram em 11 ocasiões e ficaram iguais em três.

A elevação da taxa de juros é o principal instrumento dos bancos centrais para desaquecer a atividade econômica, além de combater a inflação. A última reunião do comitê do Fed neste ano será em 13 de dezembro.

“Para o mercado, esse dado de emprego um pouco acima do esperado está sendo ligeiramente negativo. O mercado está esperando números mais fracos da economia para acelerar a baixa de juros pelo Fed”, afirma Marcelo Oliveira, CFA e sócio fundador da Quantzed.

Continuamos trabalhando com a expectativa de que o Fed reduzirá as taxas de juros no intervalo entre o primeiro e o segundo trimestre de 2024. Com base em dados positivos de emprego, é possível que o Fed na reunião de dezembro seja mais cauteloso, o que pode gerar incerteza no mercado sobre se teremos uma queda de juros mais rápida de fato.

O preço do dólar estava subindo 0,31% por volta das 10h40, sendo negociado a R$ 4,923.

Ontem, o dólar subiu 0,14%, valendo R$ 4,908. Assim, ele registra queda de 0,13% no mês e de 6,99% no ano.


🔥 Recomendado para voçê 🔥