Internacional

Brasil conversará com Argentina através de canais diplomáticos, sem envolver a relação pessoal entre Lula e Milei, segundo fontes


Brasil conversará com Argentina através de canais diplomáticos, sem envolver a relação pessoal entre Lula e Milei, segundo fontes
(Foto Reprodução da Internet)

Há uma sensível diferença de percepção entre o Palácio do Planalto e o Itamaraty sobre a posse de Javier Milei e as futuras relações entre o presidente da Argentina e do Brasil.

Enquanto o Itamaraty diz que a relação começou com o “pé direito”, no Planalto, a avaliação é que a posse de Milei foi uma “festa da extrema direita”.

Continua depois da publicidade

Auxiliares diretos de Lula dizem que a relação entre os dois países vai permanecer institucional dentro do Mercosul, do G-20 e com avanço em projetos de integração regional de infraestrutura.

Mas não enxergam uma relação pessoal entre Milei e Lula e não preveem nenhuma aproximação por enquanto. Permanece o clima de incômodo com a recepção a Jair Bolsonaro, a Viktor Orban e a outros líderes da direita.

Continua depois da publicidade

No Itamaraty, sabemos que Lula foi insultado de maneira séria por Milei, que o chamou de “corrupto”. No entanto, acredita-se que o Itamaraty tem uma visão positiva da situação.

Os diplomatas ressaltam o bom tratamento recebido pelo ministro Mauro Vieira, que foi o primeiro a cumprimentar Milei, e as relações que vem sendo estabelecidas entre ele e a chanceler argentina, Diana Mondino. “Nessas horas os gestos também importam. Não é preciso pressa, nem ansiedade em nível presidencial”, disse uma fonte do Itamaraty.


🔥 Recomendado para voçê 🔥