Internacional

Criminoso “mais procurado” do Equador desaparece da prisão, alertam autoridades


Criminoso “mais procurado” do Equador desaparece da prisão, alertam autoridades
(Foto Reprodução da Internet)

O “prisioneiro mais procurado” do Equador, líder do grupo criminoso Los Choneros, desapareceu da prisão onde estava detido, disseram autoridades neste domingo (7). Uma operação foi lançada para localizá-lo.

O general Cesar Zapata, comandante nacional da polícia, disse numa conferência de imprensa que as forças armadas do país determinaram que um dos reclusos da prisão de Guayaquil estava desaparecido.

Continua depois da publicidade

Embora Zapata não tenha mencionado o nome do preso, a promotoria disse que investigaria “a suposta fuga” de José Adolfo Macias, líder de Los Choneros.

Macias, cujo pseudônimo é “Fito”, foi condenado em 2011 a 34 anos de prisão por vários crimes, incluindo tráfico de drogas e homicídio.

Continua depois da publicidade

Los Choneros é uma organização criminosa que as autoridades têm ligado a extorsões, assassinatos e tráfico de drogas, entre outros crimes, e acusada de controlar as principais prisões do país.

“Estamos gratos pela coragem e empenho das forças policiais, que, numa operação que envolveu mais de 3.000 pessoas, intervieram na prisão em busca do prisioneiro mais procurado”, disse o porta-voz presidencial Roberto Izurieta à imprensa.

Organizações criminosas rivais entram em conflito frequentemente nas prisões superlotadas do Equador e números oficiais mostram que mais de 400 presidiários morreram desde 2021.


🔥 Recomendado para voçê 🔥