Internacional

Depois de seis anos desaparecido, o adolescente britânico foi encontrado e voltou para casa


Depois de seis anos desaparecido, o adolescente britânico foi encontrado e voltou para casa
(Foto Reprodução da Internet)

A polícia disse que um menino britânico que estava desaparecido há seis anos foi encontrado na França e agora voltou com segurança para o Reino Unido.

Alex Batty não retornou das férias na Espanha em 2017 com sua mãe, Melanie Batty, e seu avô.

Ele, que agora tem 17 anos, foi encontrado perto da cidade de Toulouse, na região francesa de Haute-Garonne, na manhã de quarta-feira (13). Isso foi confirmado por um porta-voz das autoridades regionais.

Com grande alegria, o subchefe da polícia Matt Boyle, da Polícia da Grande Manchester, informou aos jornalistas no sábado (16) que Alex retornou em segurança ao Reino Unido após seis anos, conforme relatado pela agência nacional de notícias do Reino Unido, a Press Association (PA).

O adolescente se encontrou com um membro da família e policiais do Reino Unido no aeroporto de Toulouse antes de iniciar seu voo de volta para casa, destacou Boyle.

Batty provavelmente irá se encontrar com sua avó, Susan Caruana, que mora em Oldham, grande Manchester, e é legalmente responsável por ele, é o que foi relatado pela PA.

A polícia divulgou um comunicado onde Caruana expressou sua ansiedade em ver o neto.

“Não consigo expressar meu alívio e felicidade por Alex ter sido encontrado bem e seguro”, ressaltou, acrescentando que a família solicita privacidade ao recebê-lo de volta.

O avô do Alex morreu há seis meses. Segundo a agência de notícias Reuters, a mãe do menino pode estar na Finlândia atualmente. A mãe não possui a guarda legal dele. A informação foi dada pelo procurador-adjunto de Toulouse, Antoine Leroy.

Encontrado por um motorista francês

Esta semana, um motorista francês chamado Fabien Accidini encontrou um adolescente na beira da estrada. O adolescente afirmou que vivia em uma “comunidade espiritual” no país nos últimos dois anos.

Accidini, um estudante de quiropraxia, entregava medicamentos em farmácias durante a noite quando encontrou Batty pela primeira vez. Depois de inicialmente lhe dar um nome falso, Batty conversou com Accidini durante três horas em inglês e francês.

“Ele me disse que há cinco anos sua mãe o sequestrou no Marrocos e que desde então ele está na Espanha. Nos últimos dois anos, ele viveu em uma comunidade espiritual na França”, relatou Accidini em entrevista à BFMTV.

Accidini falou que o menino disse que a mãe é “um pouco maluca”.

Em declarações à BBC, um morador de Quillan, a cidade onde Alex foi encontrado, descreveu como a área era o lar de uma comunidade de nômades internacionais que evitavam uma “vida normal”.

“Muitas pessoas aqui pensam que são malfeitores, drogados, mas você encontra drogas em todos os lugares. Eles só querem uma vida alternativa”, pontuou ela à agência de notícias.


🔥 Recomendado para voçê 🔥