Internacional

Homem que atirou e fez reféns em hospital no Japão é preso


Homem que atirou e fez reféns em hospital no Japão é preso
(Foto Reprodução da Internet)

A polícia do Japão prendeu na terça-feira (31) um homem de 86 anos que estava atirando e feriu duas pessoas em um hospital, ele depois se trancou em uma agência dos correios com dois reféns.

O homem foi detido na cidade de Warabi, província de Saitama, perto de Tóquio, disse a polícia à CNN, após um impasse de horas.

Continua depois da publicidade

O Departamento de Polícia de Tóquio mandou suas equipes especiais de investigação para os correios na terça-feira à tarde. Havia relatos de que o suspeito estava escondido lá e as autoridades não conseguiram falar com duas funcionárias dos correios.

De acordo com a emissora pública NHK, nenhuma das mulheres foi ferida no incidente. Uma mulher saiu do correio cerca de cinco horas após o início do incidente e a outra escapou várias horas depois, informou a NHK.

Continua depois da publicidade

Aconteceu um tiroteio em um hospital na cidade vizinha de Toda, onde um médico e um paciente do sexo masculino ficaram feridos. Poucas horas depois, surgiram problemas no correios e reféns ficaram em situação complicada.

A polícia acha que o homem de 86 anos esteve envolvido no caso de antes. Ela também disse que o tiroteio aconteceu às 13h (horário local) e o suspeito escapou do hospital e se escondeu na agência dos correios, que fica a aproximadamente 1,5 km de distância.

O prefeito de Toda, Fumihito Sugawara, confirmou nas redes sociais que um homem “suspeito de porte de arma” estava nos correios e alertou os moradores para não se aproximarem da área.

Na terça-feira, um prédio de apartamentos próximo ao hospital pegou fogo. De acordo com a NHK, os investigadores acreditam que o responsável pelo incêndio morava em um dos apartamentos. Felizmente, ninguém ficou ferido, conforme informado pela emissora.

A violência armada é considerada extremamente rara no Japão. O país tem uma das taxas mais baixas de crimes com armas de fogo do mundo devido às suas leis rigorosas sobre a posse de armas de fogo.

No ano passado, o ex-primeiro-ministro japonês Shinzo Abe foi assassinado em Nara durante um discurso de campanha, o que causou grande comoção no país.


🔥 Recomendado para voçê 🔥