Economia

Itaú vendeu seus negócios na Argentina para o Banco Macro


Itaú vendeu seus negócios na Argentina para o Banco Macro
(Foto Reprodução da Internet)

No último dia 3 de novembro, o Itaú Unibanco concluiu a venda de sua unidade na Argentina para o Banco Macro. O negócio foi anunciado em agosto, porém ainda não havia sido finalizado.

Em comunicado ao mercado, o banco brasileiro informou que obteve autorização do Banco Central da Argentina para encerrar as operações no país. O Itaú receberá US$ 50 milhões na transação (o equivalente a R$ 244,5 milhões, pela cotação atual).

Continua depois da publicidade

“Estima-se que o impacto não recorrente dessa transação no resultado do Itaú Unibanco seja negativo em aproximadamente R$ 1,2 bilhão, que será reconhecido quando a transação for concluída”, informou o Itaú. O balanço financeiro do banco referente ao terceiro trimestre de 2023 será divulgado na segunda-feira (6/11).

Após essa transação, o Banco Macro se torna o maior banco privado da Argentina, com a maior quantidade de agências e funcionários do país: 565 agências e 9,4 mil funcionários. Essa estrutura permite atender aproximadamente 6 milhões de clientes diariamente.

Continua depois da publicidade

Segundo informações do Banco Central da Argentina referentes ao dia 31 de dezembro de 2022, o Itaú Argentina era o 16º maior banco do país em total de empréstimos em pesos argentinos e o 11º entre os bancos privados, com participação no mercado de 2,1%. O banco tinha 67 agências e 145 caixas eletrônicos.

Larissa Quaresma, analista da Empiricus Research, acredita que a venda do Itaú Argentina para o Banco Macro foi uma boa decisão, mesmo com prejuízos. Além disso, essa venda permitirá que o banco direcione seus esforços e recursos para outras operações na América Latina, algumas delas maiores do que a da Argentina.


🔥 Recomendado para voçê 🔥