Política

Janja critica Musk e planeja processar X por conta entrar invadida


Janja critica Musk e planeja processar X por conta entrar invadida
(Foto Reprodução da Internet)

A esposa do presidente, Rosângela da Silva, conhecida como Janja, anunciou hoje que vai processar a rede social X (anteriormente conhecida como Twitter), pois sua conta foi hackeada na semana passada. Janja fez o pronunciamento durante o programa “Conversa com o Presidente”, em que também participou.

Foi difícil até o Twitter congelar minha conta por 1 hora e meia. Durante esse tempo, Elon Musk ficou ainda mais rico com esse ataque. Essa é a questão. Não só precisamos regularizar as redes sociais, mas também discutir como elas ganham dinheiro. Hoje em dia, não importa se o conteúdo é bom ou ruim, contanto que eles lucrem. Eles estão acima de tudo, acima do mercado.

Ao abordar a invasão sofrida na última semana, Janja citou as regulamentações propostas às redes sociais pela União Europeia (UE), afirmou que é preciso regular as plataformas e indicou que irá processar o X.

“Eu não faço ideia de onde devo processá-los. Se eu decidir processar nos Estados Unidos ou no Brasil, vou fazer isso. De acordo com as informações que as meninas encontraram, muitas pessoas famosas tiveram suas contas invadidas, então nós precisamos responsabilizar essas plataformas de alguma forma e regulá-las.”

Na noite do último dia 11, um adolescente de 17 anos invadiu a conta de Janja no X e fez publicações com ofensas, xingamentos e conteúdos pornográficos como se fossem da primeira-dama.

Na manhã seguinte, a Polícia Federal (PF) instaurou inquérito para apurar o ataque. No mesmo dia, a Advocacia-Geral da União (AGU) notificou o X, cobrando a preservação de todos os registros e elementos digitais relativos à conta de Janja.

“Ontem à noite, fui alvo de ataques de ódio e desrespeito que acontecem diariamente contra mim. A minha conta no X foi invadida e mensagens misóginas e violentas foram publicadas. Foram posts machistas e criminosos, típicos daqueles que não respeitam as mulheres, a convivência em sociedade, a democracia e a lei”, disse Janja na terça-feira passada (12).

No dia 13, a Polícia Federal realizou buscas e apreensões na casa de um suspeito de 17 anos que invadiu uma conta. Ele afirmou à polícia que agiu sozinho e encontrou os dados da primeira-dama por acaso na internet.

O jovem contou que os dados para acessar a conta de Janja – e-mail e senha – estavam disponíveis na rede há mais de cinco meses.

Ele disse que não planejou o ataque e que agiu por conta própria, negando qualquer participação do músico João Vitor, que também foi alvo da Polícia Federal em uma operação em Minas Gerais. O garoto afirmou que é apenas um admirador de João Vitor.

O adolescente disse que parou de ir à escola. Ele ajuda a mãe a cuidar de um irmão doente e passa o dia todo em casa sem ter um emprego atualmente.

O hacker disse que entrou na conta da Janja no LinkedIn, mas não publicou nada e também teve acesso ao e-mail dela. Ele diz que não baixou nem examinou o conteúdo do e-mail da primeira-dama.

O adolescente diz que reiniciou seu computador por medo, mas não fez o mesmo com o celular. Ele sabia que a Polícia Federal iria investigar e até gravou um áudio desafiando a PF, porém agora se arrepende porque não percebeu o quanto isso iria ter repercussão.


🔥 Recomendado para voçê 🔥