Entretenimento

Kayky Brito brinca e corre com o filho após sofrer um acidente e fim a melhoria comció “Dias melhores”


Kayky Brito brinca e corre com o filho após sofrer um acidente e fim a melhoria comció “Dias melhores”
(Foto Reprodução da Internet)

No sábado (16), Kayky Brito usou as redes sociais para mostrar o progresso de sua recuperação após acidente. Ele publicou um vídeo no Instagram onde brinca e corre com seu filho Kael, que tem dois anos. A mãe da criança, Tamara Dalcanale, também aparece no vídeo.

“Kayky Brito escreveu na legenda do vídeo: ‘Dias melhores pra sempre’, como diz a música do Jota Quest. Ele compartilhou a publicação na internet enquanto se recupera do acidente em setembro.”

Em outro vídeo publicado recentemente no Instagram, Kayky Brito tranquilizou os fãs sobre seu estado de saúde. “Eu estou melhor a cada dia, me recuperando, com muita fisioterapia”, contou.

O acidente envolvendo Kayky Brito ocorreu.

Um motorista de aplicativo atropelou o ator Kayky, de 34 anos, no dia 2 de setembro, por volta da 1h da manhã. Kayky estava no quiosque Dona Maria, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, com amigos. Ele atravessou a avenida para buscar algo em seu carro estacionado.

As filmagens das câmeras de segurança mostram que Kayky corre do carro para tentar voltar ao quiosque, mas é atropelado por um Fiat Argo, que estava transportando uma mulher e uma criança de 10 anos do Recreio dos Bandeirantes para a Barra da Tijuca.

No relatório de investigação do 16º DP, o delegado Ângelo José Lages afirma que os laudos periciais apontam que o motorista dirigia seu veículo a uma média de 48 km/h no momento da colisão. A velocidade limite naquele trecho da Avenida Lúcio Costa, na altura do Posto 6, é de 70 km/h.

A investigação concluiu que Kayky Brito acessou a via de forma repentina e fora da faixa de pedestres, que estava a poucos metros de distância do local do acidente.

“Neste caso, após análise minuciosa, não podemos atribuir ao condutor do veículo, Diones Coelho da Silva, qualquer conduta criminosa. Isso acontece porque ele estava dirigindo abaixo da velocidade máxima permitida, não apresentou sinais de embriaguez ou qualquer substância que alterasse suas habilidades psicomotoras e estava atento ao volante. Ele até fez manobras para tentar evitar a colisão, mesmo tendo pouco tempo para reagir e frear”, disse o delegado.


🔥 Recomendado para voçê 🔥