Internacional

Moscou comemora Ano Novo “quase normal” durante guerra na Ucrânia


Moscou comemora Ano Novo “quase normal” durante guerra na Ucrânia
(Foto Reprodução da Internet)

Mais uma vez, não houve fogos de artifício em Moscou este ano, durante o principal feriado familiar russo. Apesar disso, a capital está tão animada e iluminada como em todos os Anos Novos anteriores ao conflito na Ucrânia.

No ano passado, as consequências do que a Rússia chama de “operação militar especial”, que havia começado dez meses antes, e uma convocação militar prejudicaram o apetite dos moscovitas pelo entretenimento. Neste ano, contudo, apenas os preços estão prejudicando as comemorações.

Continua depois da publicidade

No ano passado, Viktorina Petrova comprou um pinheiro de dois metros para o Ano Novo. Ela pagou 10 mil rublos por ele. Ela estava visitando o Circo de Moscou.

“Neste ano, ele está custando 17 mil rublos. Então decidimos não ter um pinheiro de verdade em casa.”

Continua depois da publicidade

Natalia diz que não vai gastar muito este ano, enquanto anda pelos corredores cheios de bebidas alcoólicas e itens de Ano Novo em um supermercado ocidental.

“Não vou economizar, mas não vou gastar muito”, disse.

A cientista política russa Ekaterina Schulmann, do Centro Carnegie Rússia-Eurásia, em Berlim, disse que o aumento dos preços e o crescimento econômico, impulsionados por uma guerra com um futuro incerto, estão afetando os gastos. A inflação está em torno de 7% ao ano.

“Situações desse tipo, onde dá a entender que está tudo bem no momento e que nada positivo irá ocorrer posteriormente, certamente encorajam o ato de gastar ao invés de economizar”, disse.

Natalia Seleznyova, que visitava o Circo de Moscou, disse que os custos durante a época festiva “sem dúvida subiram um pouco”.

“Ela mencionou que a situação no país estava mudando. Apesar disso, ainda gostaríamos de sentir a atmosfera de Ano Novo. Por isso, evito pensar nos preços”, comentou ela.


🔥 Recomendado para voçê 🔥