Brasil

O Fundo Amazônia aumenta fundos para lutar contra incêndios em florestas


O Fundo Amazônia aumenta fundos para lutar contra incêndios em florestas
(Foto Reprodução da Internet)

Nesta sexta-feira (10/11), o COFA aprovou o aumento do dinheiro para os estados da Amazônia na luta contra incêndios florestais e queimadas ilegais. Antes, cada estado tinha R$ 35 milhões, e agora podem receber até R$ 45 milhões, totalizando R$ 405 milhões não reembolsáveis.

A escolha está sendo feita por causa da forte seca que está acontecendo na Região Norte. Essa seca tem causado muitos incêndios florestais nos estados amazônicos.

Continua depois da publicidade

“A ampliação do orçamento para esses projetos possibilitará o apoio a ações efetivas que fortalecerão a capacidade dos estados de enfrentamento do grave problema dos incêndios florestais e queimadas ilegais, que é intensificado por mudanças climáticas”, destaca o secretário executivo do Ministério do Meio Ambiente, João Paulo Capobianco.

A falta de chuvas e os incêndios florestais estão causando problemas na qualidade do ar da Amazônia Legal. Além disso, a fumaça e a névoa seca estão afetando as capitais da região.

Continua depois da publicidade

O dinheiro do Fundo Amazônia pode ser usado para fortalecer os estados, melhorar os sistemas de prevenção e monitoramento contra incêndios, integrando-os ao Sisfogo. Além disso, o dinheiro pode ajudar na compra de caminhões-tanque e aeronaves para combater as queimadas.

Atualmente, o Fundo Amazônia financia projetos de monitoramento de queimadas, como o Prevfogo (vinculado ao Ibama) e programas de diferentes estados, como Acre, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Tocantins.

A Amazônia Legal é formada por nove estados: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Maranhão.

Os dados mais novos indicam que o Fundo Amazônia tem R$ 3,5 bilhões em doações da Suíça, Alemanha, Estados Unidos, Noruega e Petrobras. Essa quantia deve ser usada principalmente em projetos de desenvolvimento sustentável na Amazônia. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é responsável por administrar esse dinheiro.


🔥 Recomendado para voçê 🔥