Política

O Governo recorre ao STF em razão de eles vetarem a mudança de taxas, conforme declarado por Messias


O Governo recorre ao STF em razão de eles vetarem a mudança de taxas, conforme declarado por Messias
(Foto Reprodução da Internet)

O governo federal vai ao Supremo Tribunal Federal (STF) para contestar a reversão do veto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à desoneração da folha de pagamento de 17 setores econômicos.

A informação foi confirmada hoje pelo Advogado Geral da União, Jorge Messias.

A decisão foi tomada em uma reunião no Palácio do Planalto entre Messias e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad. O governo ainda não definiu uma data para apresentar a ação à Corte. .

O governo considera que o projeto de desoneração é “inconstitucional” e usará esse argumento principal no recurso.

A equipe econômica está pensando em enviar uma medida provisória ao Congresso para apoiar a decisão da Suprema Corte sobre a ação em questão.

Na semana passada, o governo tentou apresentar uma proposta sobre o assunto, mas a alternativa foi rejeitada pelos parlamentares, que optaram pela derrubada do veto.

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) já emitiu parecer questionando se a desoneração da folha é compatível com a reforma da previdência, que foi aprovada em 2019.

Em 2024, é esperado um impacto financeiro significativo de aproximadamente R$ 20 bilhões para as finanças públicas. Cerca da metade desse valor é derivada da substituição da taxa de recolhimento de 20% sobre a folha de pagamento por 4,5% da receita bruta das empresas nos setores beneficiados.


🔥 Recomendado para voçê 🔥