Internacional

O ministro do Catar afirma que Israel e o Hamas pararam de negociar após a trégua de novembro


O ministro do Catar afirma que Israel e o Hamas pararam de negociar após a trégua de novembro
(Foto Reprodução da Internet)

Segundo Sheikh Mohammed bin Abdulrahman bin Jassim Al Thani, primeiro-ministro e ministro das Relações Exteriores do Catar, tanto Israel quanto o Hamas não estão tão dispostos a resolver a guerra como antes da trégua de uma semana em novembro. Ele fez essa declaração durante o Fórum de Doha no domingo (10).

Al Thani disse que o Estado do Golfo está cooperando com seus parceiros para facilitar as negociações entre Israel e o Hamas na guerra, mas que há menos vontade agora do que houve nas semanas passadas.

“Os nossos esforços como Estado do Catar, juntamente com os nossos parceiros, continuam e não desistiremos. Sabemos que há muitas complicações”, disse o ministro das relações exteriores à Becky Anderson.

“Sempre são necessárias duas partes para estarem dispostas a tal compromisso. Infelizmente, não estamos vendo a mesma disposição que vimos nas semanas anteriores”, disse ele.

Quando perguntado qual partido ele apoia, Al Thani disse que apoia os dois lados.

O primeiro-ministro do Catar falou do recente cessar-fogo nos combates em novembro, que trouxe a libertação de alguns reféns e a entrada de ajuda humanitária em Gaza, e disse que o Catar está “profundamente desapontado por as partes não terem dado a oportunidade de fazer maiores esforços”.

Poder de Influenciar

O Catar ajudou a mediar entre Israel, Estados Unidos e Hamas durante as negociações de novembro que resultaram na libertação de muitos reféns.

O primeiro-ministro do Catar encontrou-se com o líder político do Hamas em Doha para discutir um acordo. Na ocasião, ele expressou o desejo de que esse desenvolvimento leve a um acordo duradouro que acabe com a guerra e a violência.


🔥 Recomendado para voçê 🔥