Brasil

O uso de uísque caseiro pode ter causado a morte de duas pessoas em Minas Gerais


O uso de uísque caseiro pode ter causado a morte de duas pessoas em Minas Gerais
(Foto Reprodução da Internet)

A Secretaria de Saúde de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, informou que investiga cinco casos de internação por intoxicação alcoólica ocorridas na última semana. Desses casos, duas mortes foram confirmadas e os outros três seguem em monitoramento. A suspeita é que as vítimas tenham ingerido “um tipo de uísque artesanal”.

Os óbitos foram provocados por hepatite alcoólica e ambos aconteceram no bairro Citrolândia. A Vigilância Sanitária esteve em ao menos dez estabelecimentos da região e não encontrou a bebida que poderia ter causado os sintomas.

“Ainda não é possível afirmar que os casos estão correlacionados, enquanto não tivermos uma confirmação oficial da Secretaria de Estado de Saúde. A gestão municipal ainda aguarda um retorno do Estado sobre os resultados dos laudos periciais.” esclareceu a prefeitura.

Segundo o município, o primeiro paciente foi levado ao Hospital Regional na terça-feira e faleceu na quarta-feira devido a problemas de saúde. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal de Gameleira.

Ainda não sabemos qual substância causou a segunda morte. Temos também outro paciente internado na UPA Teresópolis, mas ele está em estado estável.

Após encontrarem cinco casos semelhantes, os médicos do município foram avisados para ficarem de olho em possíveis casos novos em todas as unidades de pronto atendimento de Betim.

A Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais recebeu um aviso da prefeitura de Betim sobre casos suspeitos e está colaborando com a investigação junto com o município.


🔥 Recomendado para voçê 🔥