Esportes

Palmeiras e Flamengo, que estão na disputa pelo título, ocupam as primeiras posições em despesas na Série A


Palmeiras e Flamengo, que estão na disputa pelo título, ocupam as primeiras posições em despesas na Série A
(Foto Reprodução da Internet)

A três rodadas do final do Brasileirão 2023, seis times ainda estão na disputa pelo título. Palmeiras e Flamengo são considerados os principais favoritos, de acordo com cálculos da UFMG, sendo também as principais forças econômicas do país nos últimos anos.

A relação entre investimento financeiro e desempenho não é apenas uma coincidência. Ao compararmos os custos dos elencos com a classificação atual do Brasileirão, observamos que as primeiras posições são ocupadas principalmente por times que fizeram os maiores investimentos na compra de jogadores.

Segundo um levantamento da Pluri em parceria com o Lance! Biz, os cinco clubes que mais investiram na aquisição de direitos econômicos para formar seus elencos são: Flamengo, Palmeiras, RB Bragantino, Atlético-MG e Botafogo. Todos esses estão no G6.

A única exceção na parte superior da tabela é o Grêmio, que ocupa a quinta posição, apesar de ter apenas o 11º elenco mais caro entre os 20 participantes da Série A.

A relação entre capacidade de investimento e desempenho se reflete também na parte inferior da tabela. Dos seis clubes que menos investiram na compra de direitos econômicos, apenas dois não estão envolvidos na luta contra o rebaixamento: Fluminense e Cuiabá.

É importante notar que, apesar de ter gastos mais baixos com taxas de transferências, o Fluminense mantém uma das maiores folhas salariais do torneio.

Existem também casos de clubes que investiram consideravelmente na formação do elenco atual, mas não conseguiram alcançar um bom desempenho em campo, como Santos, Vasco e Bahia.

Por fim, três clubes ocupam a mesma posição tanto no ranking de custo do elenco quanto na tabela do Brasileirão: Atlético-MG (4º), Athletico-PR (8º) e São Paulo (10º).


🔥 Recomendado para voçê 🔥