Economia

Quais serão as tendências de trabalho importantes em 2024?


Quais serão as tendências de trabalho importantes em 2024?
(Foto Reprodução da Internet)

Mais um ano está terminando e é hora de todos pensarem nas metas para os próximos 12 meses. No caso da carreira, isso não é diferente, afinal, o ambiente profissional está constantemente mudando de forma rápida.

Isso tem feito com que as pessoas se tornem mais resilientes, enquanto funções e cargos são revisados de forma sutil. No entanto, as tendências de trabalho previstas para 2024 são influenciadas pelas mudanças ocorridas em 2023.

Continua depois da publicidade

Agora, vamos discutir o impacto da inteligência artificial, digitalização e atenção ao desenvolvimento profissional. Além disso, também buscamos informações, pesquisas e análises que nos dão outras respostas.

Profissões muito procuradas

A pesquisa global “Guia de Salário 2024”, da consultoria Robert Half, indica que o otimismo reina entre as empresas: 54% das entrevistadas disseram estar mais confiantes em seu crescimento em comparação a 2023. A mesma quantidade afirmou que pretende abrir vagas de emprego permanentes.

Continua depois da publicidade

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV IBRE) aponta cargos que foram mais bem-pagos em 2023 e que vão continuar relevantes para os próximos 10 anos:

  • Desenvolvedor de software
  • Administrador ou gestor de dados
  • Sou um profissional especializado em desenvolvimento de websites e plataformas multimídia. Minha expertise está em criar páginas da web criativas, funcionais e atraentes. Meu objetivo é oferecer soluções digitais de alto padrão aos meus clientes, ajudando-os a ter uma presença online eficiente.
  • Matemáticos e profissionais da estatística

Cargos de TI envolvendo desenvolvimento de software, análise de dados e estatística continuarão em alta nos próximos anos.

Mas e em outras áreas? O levantamento da Robert Half destaca que há um maior interesse por profissionais ou especialistas nas seguintes funções:

  • Business Intelligence
  • Coordenador de vendas ou líder de vendas.
  • Analista de marketing
  • Vendas de produtos tecnológicos.
  • ESG investimentos.
  • Gerente de projetos
  • A engenharia de automação é o campo de estudo que se refere ao desenvolvimento e aplicação de sistemas automáticos em diversos setores da indústria.
  • Gerente de Recursos Humanos para diversas áreas
  • A gestão de pessoas assiste às necessidades e questões relacionadas aos funcionários de uma empresa. Isso envolve atividades como recrutamento, seleção, treinamento, avaliação de desempenho, motivação e resolução de conflitos no ambiente de trabalho. O objetivo é criar um ambiente saudável e produtivo para os funcionários e, ao mesmo tempo, garantir que os objetivos da empresa sejam alcançados.
  • Gerente de finanças

Qual é o melhor: trabalhar em casa, no escritório ou os dois?

A pesquisa “Panorama de sentimentos das lideranças”, feita no Brasil pela Sputnik, aponta que 80% das empresas retornaram para o presencial de maneira completa ou parcial. Mas, na análise da escola corporativa, esse não deve ser o fim do trabalho remoto, como se fala por aí.

E o que isso significa? O formato utilizado irá variar baseado em diversas coisas, como o modelo de negócio e os cargos mais comuns. Também pode haver negociações entre as equipes e a empresa, ou entre a empresa e novos funcionários.

Antes da pandemia, cada vez mais pessoas no mundo estavam trabalhando de casa ou de forma remota, principalmente em áreas como tecnologia, comunicação, marketing, finanças e atendimento. Essa tendência de trabalhar de forma flexível também deu origem aos nômades digitais.

De acordo com o Google Trends, mais profissionais brasileiros estão interessados em encontrar empregos remotos no exterior. Esse movimento está em crescimento, como mostra a pesquisa. Além disso, estudos realizados anteriormente apontaram que a falta de opções de trabalho remoto é uma razão para buscar emprego em outros países.

Os global workers impulsionam busca por trabalho home office

Habilidades e comportamento no trabalho

Um estudo da empresa de tecnologia TOTVS, chamado “Panorama de Carreiras”, revelou informações sobre profissões e habilidades importantes no Brasil até 2030. A pesquisa contou com a participação de 477 pessoas durante o evento Universo TOTVS 2023, voltado para tecnologia, inovação e negócios.

Segundo a empresa de tecnologia, o estudo mostra que as profissões ligadas à tecnologia e ao uso da internet serão muito importantes nos próximos anos devido às mudanças que as empresas passaram nos últimos anos.

Habilidades técnicas

Nas habilidades técnicas, a inteligência artificial ficou em primeiro lugar, representando 48%. Isso não é surpreendente, considerando a sua popularidade e o investimento significativo nessas áreas. Em seguida, as habilidades mais mencionadas foram a análise de dados, com 40%, a análise de negócios, com 26%, o gerenciamento de projetos, com 23%, a programação, com 23%, e a cibersegurança, com 20%.

Essas impressões não exclusividade dos participantes da pesquisa mencionada. Isso por as mesmas habilidades também apareceram no relatório “Future of Jobs Report 2023”, do Fórum Mundial Econômico, assim como falamos em edições do The BRIEF e The BRIEFCast. Além dessas, devem continuar em alta a busca por desenvolvimento profissional e suas vertentes:

  • Reskilling é quando alguém busca aprender novas habilidades para porder se adaptar às necessidades do mercado de trabalho ou da empresa em que trabalha.
  • Upskilling significa quando uma pessoa busca mais conhecimento ou se aprimorar em sua área de trabalho. Isso quer dizer que ela está adquirindo habilidades analíticas ou de liderança através do aprendizado.
  • Lifelong learning (aprendizado ao longo da vida em PT-BR) – o conceito tem relação com o aprimoramento profissional para além da educação formal e de maneira contínua. Tem tudo a ver com cursos, palestras, leitura, podcasts, vídeos e outras possibilidades de aprendizado.
  • As demissões em massa ( layoffs) fizeram as empresas investirem em cursos e treinamentos para os funcionários que não foram demitidos, visando garantir o crescimento de suas carreiras e o atendimento das necessidades dos negócios. Essa tendência continua em 2024.

Em 2024, as empresas devem fortalecer os programas de treinamento e trilhas de conhecimento.

Geração Z influencia mercado de trabalho

A Geração Z, que engloba pessoas nascidas entre 1995 e 2010, está trazendo diversas discussões e tendências para o mundo do trabalho, como o quiet quitting. De acordo com um estudo da consultoria McKinsey, até 2025, essa geração representará 25% da força de trabalho.

Assim como qualquer geração, a Gen Z procura se distanciar das demais, em especial dos millennials — nascidos entre o começo da década de 1980 e metade da década de 1990. A ideia, pelo menos agora, é questionar padrões e modelos de trabalho que sejam muito tradicionais, fugindo dos perrengues financeiros enfrentados pela geração anterior.

Os jovens são mais propensos a mudar de emprego em busca de melhores oportunidades, não apenas em termos de salário, mas também de equilíbrio entre vida pessoal e trabalho.

Evidencia-se o desafio para líderes que lidam com diferentes gerações à medida que a Gen Z avança na carreira. Os próximos meses também serão de planejamento de práticas de experiência do funcionário (employee experience), caso o foco seja retenção de talentos.

Este é um texto do The BRIEF, uma newsletter sobre tecnologia, negócios e comportamento, que enviei para o TecMundo, meu irmão. O que achou? Legal, né?


🔥 Recomendado para voçê 🔥