Política

Salles volta e fortalece a equipe de Nunes com vice ligado a Tarcísio


Salles volta e fortalece a equipe de Nunes com vice ligado a Tarcísio
(Foto Reprodução da Internet)

A decisão de Ricardo Salles em se candidatar à Prefeitura de São Paulo fortaleceu a união política entre o prefeito Ricardo Nunes e o governador Tarcísio de Freitas.

Apesar de Salles planejar concorrer por outro partido, o PL de Bolsonaro não é mais a primeira opção de Nunes como vice, apesar do PL ter bastante tempo de TV disponível.

Continua depois da publicidade

Nos bastidores, já se tem como certo que o vice de Nunes será indicado por Tarcísio, provavelmente do partido do governador, o Republicanos. O nome mais provável no momento é o de Osvaldo Nico, secretário executivo da Segurança Pública e delegado da Polícia Civil, que foi sugerido por Tarcísio a Nunes em agosto.

A ideia de um companheiro de chapa da área da segurança agrada a Nunes. O prefeito acredita que esse será um dos principais temas explorados pelos adversários na campanha do ano que vem e conta com a parceria do governador para enfrentá-lo, especialmente na região central da cidade.

Continua depois da publicidade

No começo, Nunes estava conversando com o partido PL sobre a possibilidade de ser vice na chapa, para evitar que um candidato bolsonarista que possa atrair eleitores dele no primeiro turno. Ele já teve várias conversas com Bolsonaro, mas decidiu não aceitar ter alguém que seja considerado uma figura forte no bolsonarismo em sua chapa, porque tem medo de que a rejeição a Bolsonaro na cidade atrapalhe o seu desempenho nas eleições.

Diante disso, como já foi adiantado pelo Metrópoles, Salles decidiu se candidatar a prefeito novamente em setembro. Ele havia desistido quatro meses antes, mas recebeu apoio de Bolsonaro para retomar sua pré-candidatura. Salles pretende contar com a ajuda do ex-presidente para conseguir deixar o PL e se candidatar por outro partido em 2024, sem correr o risco de perder seu mandato. Valdemar, líder do PL, já indicou que não vê problema nessa articulação.

O presidente do PL disse aos seus aliados que continuará apoiando a reeleição de Ricardo Nunes, mesmo que o partido bolsonarista decida apoiar a campanha de Salles. A vaga de vice não afetará essa decisão.

Embora seja afilhado político de Bolsonaro, Tarcísio já deixou claro que seu apoio a Nunes não tem volta. Após Salles retomar a pré-candidatura, o governador intensificou os elogios públicos ao prefeito, a quem chama de amigo. “O Ricardo foi um presente que eu recebi”, afirmou em uma agenda recente.


🔥 Recomendado para voçê 🔥