Brasil

São Paulo em caos: Chuva intensa mata 3, derruba árvores e produz ventos de 100km/h


São Paulo em caos: Chuva intensa mata 3, derruba árvores e produz ventos de 100km/h
(Foto Reprodução da Internet)

São Paulo – Três pessoas morreram no temporal que atingiu várias regiões do estado de São Paulo na tarde desta sexta-feira (3/11). Uma delas foi atingida por um muro que caiu na cidade de Osasco, na Grande São Paulo. A outra perdeu a vida após um pedaço da parede de um prédio em Santo André, no ABC Paulista, cair do 18º andar.

Durante a noite, foi confirmada a terceira vítima. Em Limeira, no interior do estado, uma pessoa morreu devido ao desabamento de um muro, conforme informado pela Defesa Civil.

Continua depois da publicidade

A tempestade causou estragos, como queda de árvores, alagamentos e falta de energia. Os Bombeiros receberam 874 chamados sobre quedas de árvores em São Paulo devido ao vento forte e chuva intensa. As rajadas de vento atingiram 103,7km/h no Aeroporto de Congonhas, na zona sul.

A Polícia Militar registrou pelo menos 46 casos de desabamentos na cidade de São Paulo e região metropolitana.

Registramos falta de energia nas zonas sul, norte, leste e oeste de São Paulo. De acordo com a Enel, a falta de energia atingiu principalmente as zonas sul e oeste, e ainda estamos avaliando a extensão dos danos causados. A empresa afirma que em alguns casos, devido à complexidade do reparo e à necessidade de reconstrução de trechos da rede, a restauração da energia pode levar mais tempo.

Continua depois da publicidade

O Centro de Gerenciamento de Emergência deixou a cidade toda em atenção por volta das 15h42, e essa situação durou até às 17h30. Durante esse período, foram identificados seis locais de alagamento. Por volta das 18h30, apenas um ponto continuava alagado na Avenida das Nações Unidas, na margem do rio Pinheiros em direção à Castelo Branco, perto do Parque do Povo. No entanto, era possível transitar por lá sem maiores problemas.

Uma pessoa morreu após um muro cair na Avenida Luis Rink, em Osasco, na região metropolitana de São Paulo. Os bombeiros tentaram ajudar no local, mas a vítima, Felipe Lima Ribeiro do Nascimento, de 21 anos, não sobreviveu aos ferimentos.

Mais uma pessoa morreu em Santo André quando uma parte da parede do 18º andar de um prédio desabou. Outra pessoa também ficou ferida, com deslocamento no ombro. As autoridades estão investigando o incidente, de acordo com o capitão André Elias, do Corpo de Bombeiros.

O aeroporto de Congonhas também ficou sem luz e teve a pista fechada após um avião derrapar no local.

Árvores caíram devido ao temporal e bloquearam as rodovias Anchieta e Raposo Tavares, assim como a estrada do M’Boi Mirim. Não existem informações sobre pessoas feridas.

No Sistema Anchieta-Imigrantes, os transtornos ocorreram logo na saída da capital paulista. Na altura do km 12, uma árvore caiu e interditou o acostamento e quatro faixas da Rodovia Anchieta, em direção ao litoral. Por volta das 19h, apenas a faixa 4 e o acostamento permaneciam bloqueados, segundo a concessionária Ecovias.

O trânsito parou no Corredor Norte-Sul porque uma árvore caiu e bloqueou a faixa dos ônibus.

A tempestade também afetou o litoral de São Paulo. No Guarujá, o Hospital Santo Amaro teve que mover pacientes para outro local depois que um transformador em frente ao prédio sofreu um curto-circuito. Isso aconteceu por causa dos fortes ventos, com velocidade de 151km/h, que atingiram a região da Baixada Santista.

Em nota, a assessoria do Hospital Santo Amaro informou que houve princípio de incêndio. A realocação de pacientes aconteceu por causa da falta de energia e fumaça registrada em duas alas.

O transformador do hospital pegou fogo e causou pequenos incêndios em duas partes do prédio. Mas não se preocupe, a situação já está sob controle. Os pacientes foram levados para outros lugares no hospital e ninguém saiu ferido. No entanto, as cirurgias não urgentes estão suspensas até que tudo seja consertado e considerado seguro para todos. Essa foi a informação que recebemos do próprio hospital.

Em Santos, o teto de um posto na Ponta da Praia tombou. Não há registro de feridos.


🔥 Recomendado para voçê 🔥