Esportes

Sem muita dificuldade, Manchester City vence Urawa Reds e disputará com Fluminense no Mundial


Sem muita dificuldade, Manchester City vence Urawa Reds e disputará com Fluminense no Mundial
(Foto Reprodução da Internet)

O Manchester City venceu facilmente o Urawa Reds por 3 a 0 na terça-feira (19), garantindo seu lugar na final do Mundial de Clubes contra o Fluminense.

O aguardado jogo entre os times de Pep Guardiola e Fernando Diniz será na sexta-feira (22), às 15h (horário de Brasília), em Jeddah, na Arábia Saudita. É a primeira vez que os dois times participam do Mundial.

O time do City fez três gols. No primeiro tempo, Hoibraten marcou um gol contra. Na segunda etapa, Kovacic e Bernardo Silva marcaram os outros dois gols.

Haaland e De Bruyne fora do Mundial

Antes do jogo da semifinal contra o Urawa Reds, o Manchester City anunciou que três jogadores importantes do time não vão poder jogar devido a lesões. São eles: o artilheiro Haaland, o meio-campista e capitão De Bruyne e o atacante Doku. Infelizmente, eles também não poderão participar da final contra o Fluminense.

Além do trio cortado, Guardiola também optou por poupar o atacante argentino Julián Alvárez, substituto direto de Haaland, e os defensores Rubén Dias e Gvardiol, que costumam ser titulares.

Com os meias Grealish, Foden, Matheus Nunes e Bernardo Silva se revezando pelo ataque, o City teve a posse de bola de sempre — 75% no primeiro tempo (veja as estatísticas no fim da matéria) —, mas perdeu um pouco da agressividade.

No entanto, na primeira parte do jogo, houve um total de 12 finalizações (24 no total). O gol foi marcado aos 45 minutos, mas infelizmente foi um gol contra: o zagueiro norueguês Hoibraten tentou cortar um cruzamento de Matheus Nunes e acabou marcando um gol contra.

Atropelo na etapa final

Se os jogadores ingleses demoraram para marcar gols no primeiro tempo, eles tiveram mais facilidade na segunda parte do jogo. Aos 13 minutos, o Manchester City já tinha feito três gols, o que deixou a situação mais tranquila.

O primeiro veio com Kovacic, grande destaque do jogo, aos 6 minutos. O volante croata recebeu lindo passe de Walker, entrou em velocidade e finalizou por cima do goleiro japonês Nishikawa.

Depois de sete minutos, foi a vez de Bernardo Silva, jogador português. Ele marcou um gol depois que o goleiro Nishikawa defendeu um chute de Matheus Nunes. Bernardo pegou o rebote, se posicionou na perna esquerda e contou com um desvio na defesa para marcar o último gol do jogo.

A partir disso, Guardiola fez substituições no time, descansou alguns jogadores e, consequentemente, diminuiu o ritmo do jogo. O Urawa Reds teve apenas uma ótima oportunidade, mas Ederson estava atento e conseguiu sair de maneira corajosa para evitar o gol.


🔥 Recomendado para voçê 🔥