Entretenimento

Xuxa disse: Eu recebo amor de muitas pessoas nas redes sociais, algo que não esperava


Xuxa disse: Eu recebo amor de muitas pessoas nas redes sociais, algo que não esperava
(Foto Reprodução da Internet)

As redes sociais da Xuxa têm bastante conteúdo. Ela compartilha muitos looks e maquiagens, fotos fofas com sua cadelinha Doralice, propagandas e vídeos antigos como a eterna Rainha dos Baixinhos.

Em uma entrevista antes de receber uma homenagem no TikTok Awards 2023, Xuxa revelou que ela também gosta muito de passar horas assistindo a vídeos nas redes sociais para se divertir, aprender receitas veganas e ficar atualizada sobre as tendências de moda.

Continua depois da publicidade

As redes sociais também ajudam a manter contato com o público que a acompanha desde os anos 1980 e a conhecer e se comunicar com um novo público.

“Eu tenho recebido o carinho e o respeito de uma galera que eu nem imaginava que eu poderia receber, pessoas muito jovens, pessoas de um mundinho bem diferente do meu”, disse a apresentadora.

Continua depois da publicidade

Há quarenta anos fazendo sucesso, Xuxa envelheceu junto com o seu público, mas também conquistou muitos novos baixinhos ao longo da carreira.

“Eu sempre amei crianças, mas elas crescem. Mesmo assim, elas ainda têm afeto e respeito por mim, continuam me recebendo com carinho e me incluindo em suas vidas”, disse a Xuxa. “E aparecem novas crianças, graças a Deus! E eu continuo fazendo parte da vida dessas pessoas porque aquelas que já cresceram querem apresentar seus filhos a uma pessoa que foi importante para elas.”

“Sou a única que pode dizer que eu tenho baixinhos para sempre, porque eles são baixinhos de todas as idades”, acrescentou ela.

Ela adora assistir vídeos de cachorrinhos e bebês nas redes sociais. Essa é a sua forma de começar o dia bem. Ela sempre compartilha sua paixão por crianças e animais com todos.

A vida e as redes sociais aos 60 anos

Xuxa também falou sobre a importância de expor esse momento de sua vida, aos 60 anos, para outras pessoas através das redes sociais.

“Esse negócio de eu poder mostrar para as pessoas que aos 60 anos eu estou me cuidando, eu estou fazendo, não acho que é só pra me mostrar. Realmente tenho sentido que tem gente que olha e fala ?Caramba, se ela tá com 60 anos. Eu tô com 50 e estou paradona, que vergonha, tenho que me mexer'”, disse.

Ela também mencionou seu relacionamento com o ator Junno Andrade: “Algumas pessoas podem pensar: ‘Se ela está falando sobre namorar e estar apaixonada aos 60 anos, e encontrou alguém aos 50 anos para compartilhar a vida com ela, eu, que tenho 30 anos e estou preocupada em não encontrar o amor, devo acreditar que é mentira?'”

Xuxa ainda disse que essa “troca de energia” também acontece quando ela consome o conteúdo de outras pessoas nas redes sociais.

“Antigamente, nas décadas de 80 e 90, não se discutia muito sobre etarismo. Hoje em dia, as pessoas falam sobre diversos assuntos, além do etarismo, como machismo, racismo e homofobia. Temos visto uma grande evolução nesse sentido.”

Previsão do robô para o ano de 2023

Recentemente, um vídeo do programa “Xuxa Park” – que foi ao ar de 1994 a 2001 –, voltou a viralizar, resgatado pelos internautas, no qual a apresentadora aparece conversando com um “robô” que faz previsões para o ano de 2023 ? um mundo sem guerra, a natureza em paz.

“Não estávamos realmente certos sobre nada, mas cometemos um grande erro. Não há nada acontecendo ali. Absolutamente nada”, lamentou Xuxa.

“Eu acho que não tem soluções para muitas coisas que foram faladas ali, porque a humanidade tá caminhando para isso, para a gente pagar pelos nossos erros. Eu acho que a natureza é uma das coisas que vai dar essa resposta, já está dando essa resposta, muito rápido”, acrescentou a apresentadora.

Ela acredita que é importante agir imediatamente, mesmo que seja individualmente. É preciso começar por nós mesmos e não esperar que os outros façam. No entanto, ela acredita que muitas pessoas não estão compreendendo essa ideia adequadamente.

A previsão que a Xuxa fez não é tão positiva como a feita pelo robô nos anos 90.

“Eu acredito que, daqui a 10 anos, as coisas vão estar piores. E daqui a mais 10 anos, serão ainda piores, porque as pessoas ainda não entenderam a importância disso”, disse a apresentadora.


🔥 Recomendado para voçê 🔥