Internacional

Netanyahu diz que Israel continuará as operações terrestres em Gaza até alcançar seus objetivos


Netanyahu diz que Israel continuará as operações terrestres em Gaza até alcançar seus objetivos
(Foto Reprodução da Internet)

Benjamin Netanyahu, o primeiro-ministro de Israel, afirmou no sábado (2) que Israel seguirá com as operações em Gaza até alcançar todos os seus objetivos.

Netanyahu afirmou que continuaremos em guerra até alcançar todos os nossos objetivos. Ele também destacou a importância das manobras terrestres para o sucesso da missão.

A única forma de alcançar esses objetivos é vencer, e a única forma de vencer é através de manobras realizadas no solo.

Netanyahu disse que Israel quer libertar reféns, eliminar o Hamas e evitar um regime de terror em Gaza.

“Ele enfatizou que devemos alcançar esses objetivos, pois isso é o único importante para ele”.

Netanyahu também falou dos reféns libertados, mas recusou-se a fornecer detalhes sobre as condições em que foram mantidos em Gaza.

“Conforme as provas são reunidas, é possível perceber que eles passaram por algo muito difícil”, afirmou o premiê.

No sábado, o presidente da França, Emmanuel Macron, falou que as autoridades de Israel devem explicar melhor qual é o objetivo e o resultado final que eles esperam alcançar.

“Macron questionou o significado de uma destruição completa do Hamas e se isso seria realmente possível. Ele também expressou sua opinião de que a eliminação do Hamas exigiria 10 anos de combate.”

Os Estados Unidos também solicitaram a Israel que seja mais focado em sua ofensiva renovada no enclave.

O secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, enfatizou em comentários no sábado que a proteção dos civis em Gaza é crucial para o sucesso de longo prazo de Israel contra o Hamas.

Durante um fórum de defesa na Califórnia, Austin fez um alerta a Israel para que evite levar os civis “para os braços do inimigo” e para não usar uma retórica irresponsável enquanto amplia o acesso à ajuda humanitária em Gaza.

“A tragédia poderia piorar se israelenses e palestinos, ao fim desta terrível guerra, enfrentassem ainda mais insegurança, raiva e desespero”, afirmou Austin.

Netanyahu também enfatizou sua preocupação com o crescente envolvimento do Hezbollah no conflito.

“No norte, estamos sempre operando contra o Hezbollah, eliminando esquadrões terroristas que afastam os terroristas da fronteira”, disse Netanyahu.

“Nós estamos atacando e, quero deixar claro, estamos determinados a garantir segurança tanto no norte como no sul. Se o Hezbollah cometer esse erro e entrar na guerra mais ampla, irá destruir o Líbano sozinho”, disse o primeiro-ministro.


🔥 Recomendado para voçê 🔥